quarta-feira, 23 de setembro de 2015

MINHA LAVADEIRA

MINHA LAVADEIRA.
Dedicado as lavadeiras de Monjolos

Nos pés descalços a alegria da dança
Ribeirinha, de alegre bambolear,
 Uma flor pendurada em cada trança,
E  junto as águas entoas teu cantar.     

Segues aos derradeiros flashes de luz
Rumo ao riacho pra banhar nas águas,
Águas eternas que o tempo não reduz,
Águas reverentes lavando tuas mágoas.

Esfregas ,  refregas...o corpo suado e nu,
Porque durante a semana inteira
Lavas roupas de seda e algodão cru!
Tenho-te, com orgulho, minha lavadeira.

De egê Valadares sp



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: