terça-feira, 26 de maio de 2015

EITA SAUDADE BESTA!

EITA SAUDADE BESTA!

Esta saudade que preme
Contra teu peito uma dor,
É uma saudade má,
Ou  uma saudade de amor?
É carência entranhada,
Acompanhada de solidão
Ou uma dor romântica e má,
Grudada no teu coração?

Só deseja sentir saudade
Quem nunca amou alguém,
De cada amor que se vai
É uma saudade que vem,
É uma flecha lançada,
É outra flecha que vem,
Machucando quem se foi
E quem ficou também.
Um gosto doce-amargo
na boca de quem ficou,
É como amar ave distante,
Que em tuas mãos já pousou
É querer resgatar seu cântico
Que certa vez pra ti cantou,
É uma dor cruel e romântica
Que no teu coração restou;

E que as vezes dói de menos,
Outras vezes dói de mais,
É nódoa que não se apaga
No teu peito cheio de ais,
É uma flor emurchecida
Entre outras de teus florais.
O que, afinal dizer-te agora?
Que não fiques triste assim?
Se a saudade que hoje te dói
É a que sempre doeu em mim!...


De egê-sp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: