quinta-feira, 19 de março de 2015

MIMOS DE MULHER

MIMOS DE MULHER

Enche de esperança meu desolado coração,            
Este coração que de vazio está farto de sofrer,
Preenche este vácuo que não me para de doer,
Dor profunda e cruel que eu tento curar em vão.

Se de outra foi a culpa, é melhor  eu esquecer,
Para que te possas, quiçá, de mim te aproximar,
Quão bom seria ter-te comigo, e seguirmos  a sonhar
Para trás deixarmos a paixão que me faz enlouquecer.

Haverei de olvidar, esse é o melhor remédio?
Talvez! Um talvez  que faça minha dor desaparecer,
Um lenitivo bento, uma cura para o meu tédio.


Foram mentiras, falsos gozos, delícia, prazer,
Advieram  de um longo e incansável assédio,
Ciladas que nos reservam os mimos de uma mulher.


De egê sp



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: