sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

RECEIOS E PAIXÃO

RECEIOS E PAIXÃO

É da flor perdida entre espinhos este perfume,
Rubra e rórida flor que colore a alvorada
De minhas idas e vindas por erma estrada,
Carente de amor, sou perdida ave implume.               

São estranhas  sensações ou loucura talvez            
Em minh’alma inundada de esperança vã.
Correndo contra o tempo em fatigável afã,
Rebuscar o que meu já foi... uma certa vez.

Tal qual a flor, cheirosa, mimosa e protegida
Talvez a encontre assim tão bem guardada;
Ao invés de espinhos, por braços enlaçada

Que de ciúmes talvez eu sinta desmerecida
Paixão e dor, alma pura porém machucada,
a contentar-me com apenas seu perfume...e mais nada.

De egê- sp, 27 FEV 2015


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: