sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

TUAS ADORÁVEIS MÃOS

TUAS ADORÁVEIS MÃOS
Soneto escrito na minha passagem pela churrascaria Chico do Espeto- BH na data de 02-01=2015

Adoro tuas mãos atrevidas, de macias doçuras,
Meu corpo percorrendo  em busca do prazer,
Sequiosas, mudas e cálidas... miúdas;  sequer
Se importam com os gritos de minhas loucuras.

Mãos que nos detalhes se perdem enlouquecidas;
Avançam, procuram...repousam no ponto ideal,
Alucinam-me, deitam-me carícias em êxtase carnal,
Vicejam-me ardores sobre cinzas adormecidas.

Rastilho de fogo, tesura para minhas explosões,
Rastreiam as mesmas sensações já percorridas
Ao ruflar em delírio as asas de minhas emoções.

Excitam-me capitosas, cônsonas sussurrantes,
Ensejam-me no viço dest’ora em que me entrego...
Mãos, divinas mãos de minha adorável amante.

Do livro poeira e flor- egê – s.p



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: