sexta-feira, 1 de agosto de 2014

DEVOLVA-ME O AMOR!...

DEVOLVA-ME O AMOR

Por mais que eu deseje e teus beijos peça,   *****
Esquivas-te, sem uma só palavra dizer;
É ódio, naturalmente de teu próprio ser,
Ou algo mais que julgas, e eu não mereça?

Por um tempo nos entregamos às cegas!
Queres partir, e segues... volúveis abstrações.
Vais sentindo no teu, bater outros corações,
Enquanto a outros, o teu olhar entregas.

Do quanto te amei, me arrependo agora,
Vou me perdendo em minhas esperanças,
Na dor contando os minutos de demora.

Que tão breve me devolva o meu amor,
Meus momentos,minhas ilusões e fantasias,
Quem tão cedo, furtivamente,m'os levou.

De egê- SP.
do livro poeira e flor vol II



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: