segunda-feira, 14 de julho de 2014

SONHEI....eras tão bela!

SONHEI.

Eras tão bela! Surgiste em meus sonhos!      *****
De altivo olhar e mistério de cigana,
 A volúpia de sequiosa balzaquiana,
Inquietos lábios, rubros e tão risonhos.

Flor perfumada de divina formosura,
De finos gestos, árdego seio sedutor.
Mesmo em sonho me prendi ao teu amor,
na graça plena de tua matinal doçura.

Como melhor proposta, apenas te sorri,
Quando sentias morrendo-me de amores,
Teus trêmulos lábios se abriam sem pudores
E no ímpeto de teus beijos eu os senti.


Um sonho! Despertei-me dessa fantasia;
Uma mentira nos sonhadores olhos meus,
Dobrei-me pelos efêmeros encantos teus,
Um lenitivo para a dor que me nutria.


Foste eco perdido de uma ultima canção!
 Por ondes andas, em que solo te repousas,
Ave migratória, com que asas tu te pousas?
Segues, tão volúvel, como bolhas de sabão.

egê-sp
do livro poeira e flor vol II




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: