domingo, 1 de junho de 2014

MENTIRAS SUSSURRADAS

MENTIRAS SUSSURRADAS

NUM RASGO DE VOLÚPIA, AVANÇA SEM DEMORA,           
ME DEVORA NUM BEIJO LETAL, CRASSO VENENO,
ME POSSUI, DOMINADORA ME INCITA, É BONITA,
ME ESFREGA, ME ENTREGO NESTE ATO OBSCENO.

DISPO-ME, ME EXPONHO...PECADOS E PECADORES! 
MINHA TIMIDEZ INTERPRETAR IGNORA, INVESTE
NA VORACIDADE DE UMA FERA, SEM CONTROLE,
VOLUPTUOSA, FÚRIAS E DELÍRIOS INCONSTESTES

SEDUTORA, VESTIDA EM sUA SENSUALIDADE NUA,
BEIJA-ME, MORFINIZA-ME, ESTANCA ESSA CARÊNCIA!
REPOUSAREI FELIZ EM SUAS COXAS AVELUDADAS.

UM SONHO! DEVANEIOS INCONTIDOS, DEMÊNCIA!
 SUAS JURAS FORAM ‘MENTIRAS SUSSURRADAS’,
MESMO ASSIM, SINTO SEU PERFUME  E SUA AUSÊNCIA.

de egê- SP

do livro poeira e flor vol II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: