domingo, 4 de maio de 2014

MEU CHAPÉU DE PALHA- momentos

MEU CHAPÉU DE PALHA.  momentos
      

         O cheiro do café forte no bule e mamãe pitando um cigarrinho de palha sentada no fogão de lenha...
       -Mamãe, cadê meu chapéu de palha? Eu vou catar lenha no roçado!
       -Coisa boa meu filho, respondeu mamãe com voz de uma canção de niná.
        Saí furtivamente pelos fundos ludibriando-a em meus intentos, e logo estava eu no pomar viçoso de seu João roubando jabuticabas. Um feixe de gravetos justificaria minha ausência e mamãe sorrindo perguntou-me do chapéu de palha. Passei a mão pela cabeça e vi que algo estava errado.

Gente do bem, aquele vizinho já devia estar cansado das minhas traquinices e pela manhã do dia seguinte apareceu em nossa casa com aquele chapéu, perguntando a mamãe de quem era, enquanto eu me escondia por detrás do forno a lenha, mijando nas calças silenciosamente.


de egê- sp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: