sábado, 8 de março de 2014

LIBERTA-TE

LIBERTA-TE
Veleja, veleja que o mar é teu,
solta o grito dessa ansiedade, 
disfarça, canta a tua canção,
respira o ar de tua liberdade,
mesmo que lânguida e curta,
suspira a dor de tua saudade.

Enfuna as velas desse barco,
rasga as vestes das cautelas,
norteia o leme que te obedece,
singra o mar que se revela!
Será o começo de tua história!
Vai. Sem o medo das procelas.

Busca o que tanto sonhaste,
desvenda o próprio segredo;
pacifica o conflito das águas
confusas e canta sem medo
todos os cânticos que não
cantaste, enquanto é cedo.

De egê SP-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: