terça-feira, 10 de dezembro de 2013

NÃO ME DIGAS ADEUS

NÃO ME DIGAS ADEUS!

Um dito adeus por uma causa tola !
Não penses que isso me convence,
Haverás de, mesmo distante refletir,
Sobre esse amor que a ti inda pertence.

Chorei! Juro que chorei! E só Deus sabe!
Como tudo pôde terminar  assim?
Guardar lembranças de tantos momentos
Ou guardar rancores desse trágico fim?!

Nem sei o que dizer! Preciso de tempo
Pra pensar sobre tão cruel situação;
Mal dito adeus às pressas...se nada te fiz!

Quando o pior é partir em silêncio;
Sem despedidas, sem desculpas enfim!
“Adeus de verdade é o que não se diz”.


Do livro poeira e flor vol II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: