terça-feira, 24 de setembro de 2013

ÉRAMOS FRANZINOS

ÉRAMOS FRANZINOS

Jandira, por onde andas?

Ainda te lembras?!
Corríamos felizes
Pelas loiras paisagens,
 catando sempre –vivas
flores miúdas, altivas...
éramos franzinos...
dois meninos!
Entre ramagens...

O vale encantado!....
Lírios brancos perfumados...
Perfumes orvalhados
de chuvas finas...
Ah! Que saudades!
Eu, moleque feio...
Você, linda menina!
borboletas azuis...
de tatuagens nas asas;
dois corações bem definidos...
tinha sentido.
ao alcance das mãos!

Vestido de chita
molhado de orvalho,
teu corpo pirralho,
eras bonita!

Um pouco mais velha,
Quase donzela.
Olhaste pra mim,
Segurei-te as mãos!
Minha inocência,
Não tive mais não.

Do livro poeira e flor vol II

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: