segunda-feira, 26 de agosto de 2013

OLHOS QUE NÃO CHORAM

OLHOS QUE NÃO CHORAM

Tocam-te...finges não sentir
Chamam-te...finges não ouvir!
Olham-te...finges não existir
Desejam-te...finges não saber amar.
Segues em teus gestos sóbrios,
Envolta em indiferenças,
Com vestes de pudor
“Olhos que nunca choram, alma que nada sente,
Lábios que nunca falam de saudades.”

do livro poeira e flor vol II




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: