terça-feira, 4 de junho de 2013

MOMENTO

MOMENTO

E o horizonte definido se afasta de meus passos curtos,
Belíssimas nuvens cortam os ares lentamente,
O dia claro se despede em monotonia
A noite quente, o céu de perpétuas estrelas;
riquezas que sustentam este riso iluminado.
Os olhos volvo para o firmamento e se enchem de imaginação!
Deste olhar me nasce um sonho que me inspira a alma...
Desperta um poema.

Do livro poeira e flor vol II


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: