segunda-feira, 13 de maio de 2013


 MEU CORGUINHO ALEGRE

Corre Corguinho corre,
 Ligeiro, corre sem cansar
Corre meu Corguinho alegre,
Corre alegre para o mar.

De que fontes jorravam tuas doces águas?
Em que estuário ou mar querias desaguar?
ias descobrindo um soluço em cada flor...
Seguindo em frente sem com elas se importar

Mas certa vez em teu leito eu derramei
Algumas lágrimas de saudade de alguém...
Condoído,  a tua pressa  tu esqueceste,
 Junto a mim tristonho choravas também.

Por tuas águas em que tanto me banhei...
Livre nadava com meus prantos e minha dor
Convertendo em fonte meus anseios e suspiros,
comigo tambem choravas o meu perdido amor

Por núcegos lajedos  meu Corguinho alegre...
Espumas brancas e águas claras, ligeiro tu fugias.
Eu menino, ingênuo e triste,  junto a ti chorava,
"E tu, sem um gemido, junto a mim morrias."

Do livro poeira e flor vol II



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: