quinta-feira, 30 de maio de 2013

AMOR E PRECE

AMOR E PRECE

Quando se apaga da areia a prece,
Logo outra prece nasce em seu lugar,
Quando vai-se embora um amor,
Se não for verdadeiro, não irá voltar.
O amor é quase igual a uma velha prece
Que só se esquece quando deixa de usar.

Sentirás na alma quando for amor,
Verdadeiro amor que jamais se vai...
Um cortante frio bate na barriga
E do triste olhar uma lágrima cai.


Do livro poeira e flor vol II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: