domingo, 3 de março de 2013

POETA PRONTO



POETA PRONTO

Serve-se da extrema amargura ...
buscando, mesmo em noite escura ,,
 um motivo pra sonhar...
levitando com plumagens de ternura.

Poeta com sonhos de menino,
Rompendo o tempo, rasgando horas...
No colo da ternura, ao olhar da inspiração
Acomoda beleza num  poema sem demora!

Chora, não decresce na colisão das palavras...
Rebusca, refaz-se com pulsar de emoção
O esplêndido que na alma dorme...

Sorri ao grito do silêncio amordaçado...
Cravado em molduras de tantas janelas
O poema pronto...divinal canção

 do livro Poeira e Flor vol II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: