sábado, 24 de novembro de 2012

PROCURO...do olhar que procuro eu quero


Do olhar que procuro eu quero
O lume que incendeie minha paixão,
O brilho que alumie meus sentidos,
 Que  dedilhe as cordas de meu coração.

Do abraço que procuro eu quero
O aconchego do um corpo ardente,
Que a esse corpo eu achegue o meu,
No afã de delícias fartamente.

Do amor que procuro eu quero,
A dois, o caminhar constante...
Sonhar assim será longa a espera
 Se o que espero está tão distante!

do livro Poeira e flor vol II

2 comentários:

  1. Quem não procura amor assim? Quem um dia não sonhou com um olhar,um abraço,um aconchego desse?? Belo poema...Encantador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizabeth. Brigadão pela visita. Volte sempre, viu?!

      Excluir

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: