sexta-feira, 2 de novembro de 2012

LAGO DE PRANTO...menina com rosto de pranto...

Menina com o rosto de pranto molhado,
Nos negros cabelos trazendo uma flor,
No sorriso brilhando o branco da alma,
Na tristeza dos olhos a perda do amor.

Menina de gestos tão puros e belos,
Que mesmo sofrendo me trata assim,
Dos olhos rolando lágrimas doridas,
Da boca um sorriso brilhando pra mim.

Menina que um dia viveu entre flores
Com todos os pudores de uma donzela,
Vivendo em sonhos de todas as cores,
Com todos os amores vivendo pra ela.

Sem o mundo encantado que ela perdeu,
Ao perder para sempre a primeira ilusão,
Jogou seu orgulho num lago de pranto,
Afogando com ele sua grande paixão.


Das primeiras poesias há trinta anos.
do livro Poeira e flor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: