quarta-feira, 25 de julho de 2012

CALE-SE...em meu confuso obscuro...


EM MEU CONFUSO OBSCURO, CALA-ME O CLAMOR...SEM FÉ, FAREJANDO INCERTEZAS! GRADES!    - PRENDO-ME NESTE LABIRINTO,INSANO, DE ASPECTO MUTILADO...ESPECTROS BRUXULEANTES, SEM COR...AMORDAÇADOS! -  O ZIGUE ZAGUE INQUIETANTE DE MARIPOSAS SEM LUZES, AGONIZANTES, INJUSTIÇADAS... MENTES DOENTIAS!- A FRÍGIDA DOR PAIRADA SOBRE AS CINZAS DO RESTOLHO E BABUGENS DE... UMA LONGA HISTORIA; VIDAS CEIFADAS, EXPOSTAS, VAGAMENTE LEMBRADAS. - TENHO PESADELOS; HOMENS DE PRETO E LAMAÇAIS...CRUELDADES, TRAIÇÕES E NÃO HÁ DEUZES E NEM CASTIÇAIS.  - HÁ SIM, MONSTROS À MESA E SOBRE ELA UM BARALHO... DE CARTAS MARCADAS...A SENTENÇA E A ESPADA. - O MEDO!

do livro Poeira e Flor- vol II 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: