segunda-feira, 11 de junho de 2012

POR AMOR EU... esperneio, faço pirraça...


POR AMOR EU....

Esperneio, faço pirraça e me viro ao avesso, planto bananeira, bebo cachaça, pulo do viaduto e me enlouqueço, ando pelado gritando o teu nome, faço-te seresta em plena luz do dia, faço careta, dou pirueta, rasgo nota de cem... e me empobreço. Viro andarilho...  jogo no bicho, me enriqueço, mando rosas 
orvalhadas e um bilhetinho: POR TI, ESTE AMOR NÃO TEM PREÇO.


escrita e reg em 2009-do livro Poeira e Flor vol- II







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: