sábado, 4 de fevereiro de 2012

QUEM TE AUTORIZOU?! quem te autorizou, diante..

Quem te autorizou, diante de minha janela,
Levantar essa grande torre, uma sentinela
Com centenas de seres olhando pra mim?
Tiraste-me o direito de minha liberdade
Roubando pra sempre minha privacidade?
Quem te autorizou meu espaço ocupar?
Espaço que um dia eu criei pra mim?
Por ali eu jogava sementes de flores e
No terreno baldio nasciam jardins!
Agora não mais vejo meu estreito caminho
Que um dia nasceu com um singelo versinho
Que pra ela criei numa linda manhã.
Morava ela do outro lado da linha,
Naquela casinha do pé de romã.
Não mais vejo o meu pequeno espaço
Que um dia criei naquele pedaço
Só pra compor meus versos de amor...
Falando de minha eterna paixão!
De repente surgiu um velho trator,
Destruindo sem dó, meu doce cantinho,
Onde passava doces horas sozinho,
Construindo meu castelo de amor!
Meu jardim florido de repente sumiu
Debaixo das rodas daquele gigante!
Dentro de mim meu mundo ruiu,
Ficando comigo amargos instantes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: