segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

JOSÉ SOU EU!- que desceu das montanhas...

Que desceu das montanhas com a fuligem da terra impregnada ao corpo, com mãos calejadas e um punhado de canções, com que descreveu su’odisséia e ressaibos dos garimpos e a mansuetude dos pastoreios, entre ovelhas e pó dourado. De passos macios e sorriso tímido. De alma permeável e sentimento enigmático...origem mestiça, porém inculta; costumes rudes, um brutalizado.Que trouxe nos olhos o brilho do ouro e a refrega da piçarra, de histórias encantadoras e transcendentais ... na dança das bateias. Sapiência limitada e furtivo caminhar...sem pegadas. Traz na tez gratinada, tatuagens do sol e crostas de solavancos. Impávido, porém fiel aos amigos que poucos restaram, que não ficaram a esperar á beira da estrada; capazes de por ele entregarem suas vidas. Aquele que nasceu no parto da estrela cadente, rente as cataratas do rio Pardinho, sobre areias morenas; parto natural, porém sem dor, aos sussurros de mel...aos alaridos das estrelas... ao mátrio encanto da lua crescente...pura e sorridente. Cresceu e colheu frutos na seara dos sabores. Falou com as estrelas no colo das madrugadas... e as amou!

Escalou montanhas...lavrou encostas e escarpas infecundas e cultivou jardins. Dançou com as borboletas entre avalanches e flores...e levitou. Versejou eloqüência e harpejou eufonias, despertou do páramo a inércia etérea. Classe mediana, nem plebe e nem fidalguia... nem ignóbil e nem honorável.  Foi amigo dos ventos e querubins... cruzou mares e falou com reis. De ineludíveis sentimentos e possíveis impudências... não foi  de chamegos  e nem marés, desenhou arco-íris de emoções nas procelas de seus êxodos. Por ele a princesa se apaixonou e se lhe entregou, e lauréis lhe prometeu, mas...incapaz de amar, ele voltou para o seu mundo pequeno de devaneios  e devoções...e viveu na diversidade de seus valores, rabiscando sentimentos.

3 comentários:

  1. Oi Elvercio!
    Sou a Luciana,nao sei se lembra,aquela do orkut...
    Hoje fui enviar um recado pra voce e vi que ja nao estavas...
    Vou sentir saudades das maravilhas que voce postava...
    Parabens pelo blog,ja comecei a ler as postagens.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana! É claro que me lembro de você! Como vai? Fico lisonjeado ao saber da sua visita ao meu blog. Saí do ORKUT poe motivos banais; eu naõ estava sendo educado ao deixar de responder os meus contatos...apenas isso! Vou dar um tempo. Mas por favor, continue a me visitar. Estou em tratamento médico, mas acredito que irei ficar bem. Um enorme beijo, viu Luciana. Aguardo mais contato.

      Excluir

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: