sábado, 3 de setembro de 2011

LAVADEIRAS DE MONJOLOS, A BENÇA lavadeiras de minha aldeia....


LAVADEIRAS DE MONJOLOS.

Lavadeiras de minha aldeia
tem na tez a cor dourada,
nos lábios lindos sorrisos,
no aroma das madrugadas.

Na cabeça uma bacia
 De roupas cheia e sabão...
No corpo o rebolado e
Na alma uma canção.

Essas mulheres tão arrojadas
Trazem na alma a  alegria...
Trazem no cântico a ternura,
no coração a poesia.

Nas claras águas branquear procuram,
Roupa encardida de pó amarelado...
trazendo da terra o seu cheiro e cor, .
Deixando nas águas de meu Rio Pardas.

esfregam roupa na pedra,
estendem roupa na areia,
trazem na alma tatuada
os encantos das sereias!...

do livro Poeira e flor vol II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: