domingo, 19 de junho de 2011

UM MOMENTO POR FAVOR...

                                                                                                                                   17    

UM MOMENTO POR FAVOR

Enquanto o tempo não me cobrar a pressa, chegar eu vou!... Enquanto  o coraçao arfar em meu peito, onde não se aninha uma só mísera rusga de ressentimernto, feliz estou...
Enquanto ainda o meu sentir farejar os campos e entranhar do vento  o cheiro agreste, vivente eu sou!...    Sou!...Sou teu o silencio do expressar macio quando os corações se zangam e a discórdia se instala!...Sou teu o grito de tuas ansiedades e a mansuetude pós gozo. Sou teu ainda o cúmplice e o pecado, o travo do derradeiro vinho nas manchas de teus lençois, o ponto G de tuas questões e intimidades.

do livro poeira e flor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: