domingo, 12 de junho de 2011

QUIMERAS....

                                                                                                                                  19

QUIMERAS

Retemperado com o olhar impetuoso daquela mulher,
Me  aproximei atiçando as brasas mortiças de seu coração.
O que a leva a envolver-me nesse apetite felino de seu olhar a me aguçar minhas vontades nos  trêmulos desejos de seus lábios sedutores?  Esse olhar de sinais tingido de uma louca vontade de se entregar. Quem há´de embargar este momento tão sonhado, trazendo o doce travo do primeiro encontro? No rosto os sinais das primeiras inspirações, os primeiros anseios . Uma doçura que naquele momento de sua voz, minava com seu jeito algodoado de falar. A que êxtase chegaremos com nossos tatos, sentimentos, vadiagens,olhares sem disfarces, mãos atrevidas e escorregadias,corpos molhados de vontades,o extremo de se entregar, num movimento...um momento? No começo uma queixa maliciosa, depois...um sim silencioso e finalmente...um sorriso de mulher feliz!...
do livro poeira e flor volII


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: