domingo, 5 de junho de 2011

PEDAÇOS DE MINHA ALMA

Todos encantados olhavam para o céu abotoado de estrelas que cintilavam em sua luz. Estórias de estrelas cadentes que, assim como os raios, nunca caíam no mesmo lugar.
Preguiçosa, a lua passeava pelo espaço com sua palidez e frieza cativantes; não se perturbava diante de tantos olhares a contempla-la livre nas alturas. Delicada como uma pluma, resvalava cuidadosamente pelo céu azul, surgindo sonolenta entre tantas estrelas a corteja-.la. O silencio inspirava uma canção, daquelas que simplesmente brotam dos lábios de um bom seresteiro, um matuto, um sertanejão carente de amor. O brilho do céu trazia a maciez da alma e olhos arregalados o fitavam curiosos.
Pedaço de estrela!...Diziam alguns.  É um asteroide!... diziam outros. É coisa do outro mundo...tremiam os mais medrosos e algumas senhoras até corriam em busca de seus rosários já faltando algumas contas..
Então me lembrei que certa vez, ainda criança, estava eu sentado no colo de minha saudosa mãe, aprendendo a contar estrelas no céu, quando de repente uma delas despencou de lá e veio em nossa direção. Desesperado grudei em sua saia e fechei os olhos só pra não vê-la cair em nossas cabeças. Confesso que estava tremendo, imaginando ser a minha pequenina estrela azul que timidamente surgia por detrás de um chumaço de algodão preso por lá. Então mamãe olhando-me nos olhos me disse: seus olhos estão brilhando e marejados de lágrimas, o que foi? Está com medo, meu filho? – Num sorriso acanhado eu disse a ela que não era nada daquilo, que eu não tinha medo. Ela sorriu dizendo: então eu já sei!... Essas gotas são de orvalho que também caíram do céu, acertei? – Também não, disse eu sorrindo. Ela então terminou a conversa apertando-me contra seu corpo doce e macio: tudo bem, agora já sei!... Isso são pedaços de sua própria alma , meu filho e amanhã quando voltarmos a contar as estrelas no céu, não se surpreenda se faltar uma delas por lá.
Então depois daquele dia , nunca mais vi a minha pequenina estrela azul lá no céu. Será que mamãe sabia de mais alguma coisa?...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Se você não é nosso(a) seguidor(a) e deseja deixar uma mensagem, escolha abaixo "Comentar como ANONIMO" e clique em PUBLICAR.

Escreva seu comentário abaixo: